• UP - Gestão e Pessoas

O que combina com você?


Paulo, empresário, 50 anos, atualmente é proprietário de uma renomada indústria de alimentos que foi fundada pelo seu pai. Está em busca de pessoas que queiram trabalhar executando processos que já funcionam há pelo menos 15 anos. Este profissional precisa valorizar a tradição e a cultura da empresa como diferenciais do negócio.


Luísa, 24 anos, recém graduada em Engenharia de Alimentos. Nos primeiros períodos da faculdade criou sua primeira empresa junior, que ainda é referência de sucesso para muitos alunos. Mas não parou por aí: nos estágios que teve oportunidade de atuar, sugeriu várias ideias e as colocou em prática junto aos seus supervisores. Está em busca de uma oportunidade de trabalho em que possa inovar a partir de todo o seu conhecimento adquirido e os que ainda irá aprender, já que não pensa em parar de estudar.


Luísa soube de uma oportunidade de trabalho na empresa de Paulo e se inscreveu. Será que vai dar match*?


Existe um conceito chamado Cultura Organizacional, ele engloba os objetivos de negócio, valores éticos e morais, crenças, hábitos, linguagens e até mesmo a própria identidade da empresa. Assim como podemos ver na empresa de Paulo, que tem por característica seguir os preceitos de uma produção tradicional, respeitando a herança cultural da empresa, isso faz parte de sua cultura.


Não muito diferente das organizações, as pessoas também possuem valores éticos e morais, objetivos profissionais, crenças etc. Luísa possui uma carreira voltada para inovações, além de ter anseio de praticar tudo aquilo que aprendeu, no entanto, parece possuir motivações e objetivos diferentes daquilo que a empresa de Paulo possa oferecer.


Para que empresa e profissional combinem (deem um match duradouro), além das questões técnicas, é preciso que tenham valores e expectativas semelhantes e, acima de tudo, queiram caminhar no mesmo sentido em prol de objetivos em comum. Já imaginou um profissional arrojado trabalhando em uma posição engessada?


Na nossa história, nem Paulo nem Luísa estão errados em suas convicções e desejos de futuro, mas dificilmente seriam felizes trabalhando juntos, mesmo ambos sendo extremamente competentes em suas profissões. Paulo valoriza tradição e Luísa inovação.


Se você é um profissional com algumas experiências profissionais, pense em qual empresas foi mais feliz. Talvez não tenha sido naquela que você recebia a remuneração mais alta. E se você está iniciando agora a carreira, imagine que tipo de empresa gostaria de trabalhar: essa reflexão pode te ajudar muito a buscar por uma empresa em que consiga se realizar profissionalmente sem que seus valores pessoais sejam afetados. Se você é empresário, reflita sobre sua equipe - que pode ser de uma pessoa só! Você tem alguém ao seu lado que trabalha com foco nos mesmos objetivos, empenha-se com o melhor que ela pode oferecer?


Aproveitamos o dia 12 de junho, dia do Santo do Amor - São Valentim, para fazer você refletir sobre as combinações que tem feito. Se são boas, as valorize! Se não, busque por um novo match!

*Match é uma palavra em inglês que pode significar “combinação”, então a expressão “dar match” seria o mesmo que combinar, formar um bom par com alguém.


0 visualização