• UP - Gestão e Pessoas

Você sabe diferenciar Recursos Humanos e Departamento Pessoal?

No nosso dia a dia de consultoria, é muito comum encontrarmos profissionais e empresários que confundam esses termos, uma vez que não necessariamente todas as empresas possuam um setor que trabalhe a Gestão de Pessoas de forma generalista.



O Recursos Humanos (RH) é o “macro”, funciona baseando em subsistemas (divisões) como Recrutamento e Seleção, Treinamento e Desenvolvimento, Cargos e Salários, Saúde Ocupacional, Segurança do Trabalho e Departamento Pessoal (DP, como chamamos carinhosamente). Em empresas maiores pode haver outros subsistemas (como um departamento cuidando apenas de benefícios), em empresas menores é comum que apenas um profissional cuide de todos esses assuntos.


De maneira geral, todos lidam diretamente com os colaboradores dentro de uma empresa, no entanto, o Departamento Pessoal estará sempre atrelado a parte burocrática do processo que está relacionada ao vínculo de empregado-empregador, ou seja, tudo aquilo que diz respeito administração de funcionários. É, portanto, o subsistema responsável pela admissão, rescisão, gestão da folha de pagamento, férias, benefícios, atestados, marcação de ponto, além de garantir a emissão correta e gerenciamentos dos documentos. As atividades destinadas a esse profissional também podem variar conforme as políticas internas da empresa.


É de responsabilidade de um profissional de Departamento Pessoal o controle de frequência, compensação de horas, rotatividade de pessoas, gestão de arquivos com toda a documentação de pessoal. Cabe muitas vezes a ele também orientar os funcionários e a empresa a respeito das normas trabalhistas, conforme as Convenções Coletivas (idealmente o DP teria apoio de um advogado trabalhista nesse sentido, mas nem toda empresa conta com esse profissional). A tarefa não é fácil, pois é um setor que precisa ser gerido com responsabilidade, organização, precisão e seriedade. Negligenciar um setor como este, ou seja, não dar a devida importância à qualidade dos processos de administração de pessoal pode acarretar grandes problemas como multas, passivos trabalhistas, investimentos financeiros desnecessários, além de desmotivação da equipe.


O RH como um todo possui uma atuação sistêmica e é alimentado muitas vezes das informações que o Departamento Pessoal lhe fornece. Assume então, a partir de informação de todos os subsistemas, a gestão de pessoas estratégica. Faz a manutenção do clima e da cultura organizacional, políticas de RH, seleção de funcionários, gestão de conflitos, acompanhamento de funcionários, retenção de talentos, políticas de remuneração, entre outras atividades. 


Um RH estratégico, portanto, precisa andar alinhado ao trabalho do DP (e não o ver como um setor a parte – algumas empresas até o consideram como vinculado ao Financeiro). Por fazerem parte de um mesmo elo de trabalho, todos os subsistemas que o compõem devem se relacionar, gerando um olhar amplo e mais preciso da organização. Um RH que queira trabalhar de forma estratégica precisa se atentar aos dados subjetivos e objetivos, e é o Departamento Pessoal que fornece grande parte destes dados objetivos. Muitos deles geram informações importantes que contribuem para ações de melhorias para toda a empresa. 


104 visualizações